Buscar
  • Lótus Investimentos

Fundos de Investimento: Saiba o que são e quais suas vantagens

Nesta gama de possibilidades no mercado financeiro, uma das opções que é bastante procurada são os fundos de investimento. Exatamente isso que será explicado um pouco melhor daqui pra frente, abordando sua definição, os principais tipos e as vantagens de se investir em um fundo.


Os fundos de investimento podem ser definidos como um “condomínio” de investidores. Essa definição se deve ao fato de que recursos são reunidos para que se possa realizar investimentos em determinado segmento. Existem diversos tipos de fundos, que variam de acordo com o objetivo de investimento na exposição de ativos.


Os fundos de investimento apresentam um CNPJ próprio. Por conta disso, o dinheiro pertencente ao fundo não se mistura com o dinheiro da instituição. É importante dizer que algumas taxas estão associadas aos fundos, justamente porque esses fundos oferecem algumas vantagens interessantes aos investidores.


O mercado financeiro está em constante mudança. Estudar continuamente para tentar encontrar as melhores oportunidades é algo necessário, mas não é fácil. No entanto, existem pessoas cuja profissão é voltada justamente para isso, estudar o mercado por você e tomar as decisões sobre investimento. São os conhecidos gestores. Mas os gestores geralmente não estão sozinhos nos fundos, mas acompanhados por uma equipe de gestão.


Quando um gestor de investimento toma decisões iguais para um conjunto de investidores que reúnem seus recursos em prol de um objetivo em comum de investimento, estamos muito provavelmente falando de um fundo de investimento.



Quais são as vantagens dos fundos de investimento?


Muitas pessoas têm a preferência de investir por conta própria, seja por uma questão de já ter um conhecimento prévio do mercado financeiro, seja por querer ter o controle do seu dinheiro em suas próprias mãos.


Não tem nada de errado nisso, mas para garantir uma rentabilidade consistente e manter isso de forma segura, é preciso estudar o mercado e acompanhar os ativos que você adquiriu. Esse acompanhamento acaba sendo necessário muitas vezes de forma diária ou até semanal, e depende de um conhecimento prévio de tudo que se está investindo.


Mas as pessoas costumam ter outros afazeres em suas vidas, outros trabalhos, compromissos e até mesmo necessidade de tempo para descansar e fazer as coisas que gostam. Por conta dessa escassez de tempo e energia, ficar acompanhando os ativos um a um não é uma tarefa fácil. É pra isso que existem os fundos de investimento.


Investir em fundos de investimento ao invés de outras modalidades pode trazer algumas vantagens, como:

  • Gestão de um profissional que acompanha o mercado;

  • Diversificação de investimento mesmo com menos dinheiro para investir;

  • Acesso e exposição a investimentos de maior valor, já que a reunião de recursos dos investidores torna isso possível;

  • Facilidade no pagamento do Imposto de Renda e IOF, que já são descontados pelo fundo, sem que você precise fazer esse cálculo;

  • Facilidade em arcar com os custos. Aquilo que você pagaria para um gestor profissional e sua equipe cuidar da sua carteira de investimento é diluído entre todos os investidores, ficando muito mais acessível, através das taxas de gestão e administração.



Quais são os tipos de fundos de investimento?


Dentre os tipos de fundos de investimento existentes, destacam-se 6 categorias principais:

  • Renda fixa: O fundo precisa investir pelo menos 80% do patrimônio em ativos de renda fixa;

  • Multimercado: Nesse tipo de fundo, o gestor tem mais liberdade para diversificar o patrimônio do fundo em ativos que ele julgar melhor, de acordo com algumas regras pré-estabelecidas nesse sentido que podem existir em alguns fundos do tipo;

  • Cambiais: São os os fundos que investem acima de 80% do seu patrimônio em ativos relacionados a moedas estrangeiras, como o dólar, por exemplo;

  • Ações: São fundos que investem pelo menos 67% do patrimônio em ações, que podem ser negociadas tanto no mercado de bolsa quanto no balcão organizado;

  • Imobiliários: Fundos com recursos investidos primordialmente em empreendimentos ou ativos imobiliários, sejam de tijolo ou de papel;

  • Previdência: São os fundos que utilizam os recursos de quem tem planos de previdência para investir, de modo que os investidores têm benefícios tributários.


Mas um detalhe importante que você deve levar em conta, é que os tipos de fundos são muito diferentes entre si. Os riscos e as particularidades de cada um são próprios, o que faz com que se tenha opções diversas para cada tipo de investidor.


É preciso que cada um primeiro conheça seus objetivos nos investimentos e ao mesmo tempo, decida qual o seu apetite ao risco. Embora os gestores dos fundos de investimento decidam os ativos e a quantidade que serão comprados, é o investidor, nesse caso, que precisa decidir em que tipo de fundo vai investir, até para evitar qualquer tipo de surpresa.


Posts recentes

Ver tudo